Category: desporto

FC Porto “arrasa” concorrência

Seis jogos, seis vitórias e sete pontos de avanço sobre os eternos rivais. É este o registo surpreendente do FC Porto no início da Liga Bwin. Se na Taça da Liga os dragões decepcionaram ao serem afastados pelo Fátima, no campeonato nacional o clube das Antas não está a dar a mínima hipótese aos outros candidatos. Caso a situação não se inverta nas próximas jornadas, o conjunto de Jesualdo Ferreira, que também tem beneficiado com alguns deslizes invulgares do Sporting e Benfica, arrisca-se a conquistar prematuramente o tricampeonato português.

O dragão não está a dar as mínimas hipóteses aos seus eternos rivais, neste início da Liga Bwin. Em seis jogos, o conjunto orientado por Jesualdo Ferreira venceu por outras tantas ocasiões, tendo marcado 18 golos e sofrido apenas dois. E recorde-se que os portistas já defrontaram equipas como o Sp. Braga, Sporting e Boavista. Seja como for, refira-se que o conjunto nortenho venceu os três desafios em casa, tendo apontado 11 golos e sofrido apenas um, enquanto o registo “fora” é idêntico: três jogos, três vitórias, sete golos marcados, um sofrido. No que diz respeito aos jogadores em maior destaque, Lisandro Lopez tem sido o atleta em melhores condições e aquele que mais tem produzido. Já Ricardo Quaresma é outro dos “suspeitos do costume”, mantendo-se como um dos atletas mais desequilibradores do campeonato nacional e o principal “municiador” do ataque dos azuis e brancos. Relativamente a Lucho Gonzalez, continua a ser o “pêndulo” do meio-campo dos campeões nacionais e, provavelmente, o jogador mais influente da estratégia portista.

Sporting de Paulo Bento

Com seis jornadas disputadas na Liga Bwin, os leões ocupam o quarto lugar da tabela e já estão a uns insólitos sete pontos de distância do FC Porto. A formação de Paulo Bento tem um registo de três vitórias, dois empates e uma derrota, precisamente contra os dragões, tendo apontado nove tentos e sofrido quatro. Em casa os leões venceram dois encontros e empataram inesperadamente por uma ocasião diante o Vitória de Setúbal, e marcaram sete golos e sofreram três. Já “fora”, a formação verde e branca venceu por uma vez, empatou também por uma ocasião e soma ainda uma derrota, apresentando um “goal-average” de apenas +1 (2-1). Em relação aos jogadores em destaque, de sublinhar, inevitavelmente, o avançado Liedson e o defesa central Polga que, inexplicavelmente, continua sem regressar à selecção brasileira. Já Miguel Veloso também tem estado em bom nível, enquanto o médio e capitão de equipa, João Moutinho, ainda está à procura da melhor forma. Relativamente ao guardião Stojkovic tem-se apresentado tanto em excelente nível, como por exemplo diante o Dínamo de Kiev, como cometido erros incompreensíveis e que já custaram quatro pontos aos leões (dois frente ao FC Porto e outros tantos diante o Vitória de Setúbal).

Camacho pede tempo

Com menos um ponto que o Sporting, surge o Benfica na quinta posição com duas vitórias e quatro empates. Em três desafios disputados em casa, as águias empataram por duas vezes, uma delas diante o clube de Alvalade, e ganharam por apenas uma ocasião, verificando-se um “goal-average” de +6 (7-1). Já “fora” de casa, o clube da Luz apresenta o mesmo registo que em casa: uma vitória e dois empates, tendo apontado por quatro golos e sofrido um. No que diz respeito aos jogadores em destaque, Rui Costa tem sido o atleta em melhores condições e aquele que mais tem produzido, ao contrário dos avançados Nuno Gomes e Óscar Cardozo, que, recorde-se, foi a segunda contratação mais cara das história do Benfica. Já Dí Maria e Cristián Rodriguez prometem vir a ser elementos preponderantes de um Benfica que tem sentido a falta do “trinco” Petit, que se encontra a recuperar de uma lesão. De realçar ainda as excelentes prestações do guarda-redes, Quim.

“Outsiders” da Liga Bwin

Apesar de ainda só terem sido realizadas seis jornadas, Marítimo e Vitória de Guimarães surgem como as principais surpresas deste início de temporada. No que diz respeito à formação da Madeira, está classificada na segunda posição com treze pontos alcançados, após ter ganho quatro jogos, empatado um e perdido outro. Já o Vitória de Guimarães de Manuel Cajuda, que, recorde-se, disputou a Liga de Honra na temporada passada, surge surpreendentemente na terceira posição com 12 pontos alcançados através de três vitórias e outros tantos empates.

Estatísticas e jogadores

Num campeonato nacional constituído por 45,2% de jogadores lusos, 31,8% de brasileiros, 3,2% de argentinos, 2% de sérvios, 1,6% de uruguaios e 16,8% de atletas das mais variadas nacionalidades, e numa altura em que já foram realizadas seis jornadas, já foram disputados 48 desafios, tendo sido apontados 93 golos, o que perfaz uma média de 1,94 tentos por jogo. Refira-se que o empate tem sido o resultado mais frequente (43,8% dos encontros), enquanto as vitórias das equipas que jogam em casa registam uma percentagem de 39,6% e as derrotas dos anfitriões apresentam uma taxa de 16,7%. De salientar também que 72,9% dos desafios terminaram com menos de três golos e 27,1% dos encontros acabou com mais de três tentos apontados. Finalmente, os dragões são a formação nacional que necessita de menos minutos para apontar um golo (49 minutos), seguindo-se o Marítimo (54 minutos) e o Sporting, Vitória de Setúbal e Vitória de Guimarães (60 minutos). Já o Benfica surge na sexta posição deste ranking, necessitando de 77 minutos para desferir um remate certeiro. Relativamente aos jogadores, Lisandro Lopez do FC Porto é o melhor marcador com seis golos em cinco partidas disputadas (1,2 tentos por jogo), enquanto o defesa central Bruno Alves, também dos actuais campeões nacionais, é o atleta com mais minutos em campo até ao momento: 540 minutos.

Benfica define próxima temporada

Miccoli, Derlei e Katsouranis. Estes são os principais jogadores que deverão abandonar o clube da Luz no final da presente época, assim como o treinador Fernando Santos, que deixou de ter o apoio da massa associativa e de alguns elementos da SAD benfiquista. Para a próxima temporada deverão estar disponíveis aproximadamente 20 milhões de euros destinados ao futebol encarnado que, entretanto, será cotado em bolsa.

O Benfica já está a definir a época 2007/2008, que poderá passar por profundas alterações no departamento de futebol. E as mudanças poderão estar relacionadas com o treinador dos encarnados e alguns jogadores do plantel. No que diz respeito a Fernando Santos, apesar de ter contrato até final da próxima temporada, o facto do Benfica ter sido eliminado prematuramente na Taça de Portugal, ter sido afastado da Liga dos Campeões na fase de grupos e posteriormente da Taça UEFA, e ter perdido na passada jornada o segundo lugar para o Sporting, poderá ditar o afastamento do técnico. E nem a recuperação do segundo posto poderá garantir ao técnico encarnado a manutenção do cargo. Por outro lado, Luís Filipe Vieira, presidente encarnado, sempre evitou adoptar as “chicotadas psicológicas”; todavia, a situação de Fernando Santos começa a ser insustentável e, actualmente, não reúne o apoio da massa associativa e de alguns elementos da direcção do clube da Luz. Seja como for, e caso se confirme o afastamento do único treinador português que orientou os três grandes nacionais, Camacho e Sven-Goran Eriksson voltam a surgir no topo de preferências dos adeptos para orientar o Benfica 2007/2008.

Transferências e permanências

O plantel encarnado já começa a ser preparado para a temporada 2007/2008 e estão previstas algumas alterações, como a saída de Derlei e Miccoli. Relativamente ao brasileiro, foi emprestado pelo Dínamo de Moscovo na reabertura do mercado de transferências e, apesar do clube russo estar disponível para vender o avançado, este não convenceu os dirigentes encarnados, tendo rubricado algumas exibições bastante aquém daquilo que produzira quando ainda alinhava no FC Porto. Já o italiano também irá abandonar o clube da Luz, uma vez que pretende regressar a Itália. No que diz respeito a Luisão, refira-se que o defesa poderá ser transferido para um colosso europeu, uma vez que o central canarinho é dos jogadores benfiquistas com mais mercado e já por diversas ocasiões manifestou o seu desejo de rumar para um campeonato mais competitivo. Em relação a Simão Sabrosa, apesar do enorme interesse de alguns dos principais clubes europeus, como o Liverpool, o Benfica já fez saber que o capitão das águias é intransferível e decidiu renovar recentemente com o avançado que tem contrato com o clube da Luz até 2012. Finalmente, de salientar ainda que Léo ainda não renovou contrato com o conjunto lisboeta e Katsouranis tem despertado o interesse do Atlético de Madrid que poderá avançar com uma proposta de aquisição no final da presente época.
Em termos de possíveis contratações ainda não existem nomes conhecidos, mas a SAD encarnada já determinou que pretende contratar assim que possível um avançado goleador de renome internacional, assim como um defesa direito capaz de lutar pelo lugar com Nelson. A título de curiosidade, de mencionar ainda que Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD das águias, já garantiu que o Benfica terá uma verba a rondar os 20 milhões de euros destinados ao futebol e que a formação lisboeta não está dependente da venda de jogadores para o equilíbrio financeiro.

Benfica SAD cotada em bolsa

A Benfica SAD estará cotada em Bolsa a partir de 21 de Maio. A informação foi adiantada através do comunicado do conselho de administração (CA) do Benfica que acrescentou ainda que o clube da águia obteve um lucro de 4,137 milhões de euros no primeiro semestre de exercício, até Janeiro último. A Sport Lisboa e Benfica, Futebol SAD revelou a decisão e os números na sessão especial de Bolsa para apresentação dos resultados do Empréstimo Obrigacionista, que, recorde-se, realizou-se esta semana na Euronext Lisboa, adiantando que, além do encaixe previsto de 20 milhões de euros, a procura duplicou a oferta. De acordo com o comunicado à CMVM, o CA considerou “expectável a cotação das acções da sociedade o mais breve possível após as devidas aprovações pela CMVM e pela Euronext”, revelando o próximo dia 21 de Maio como a data mais provável para a operação. Refira-se também que a admissão à cotação das acções do Benfica está dependente da alteração dos estatutos do emblema presidido por Luís Filipe Vieira, a qual será discutida na assembleia-geral de 14 de Maio: “Será proposta a alteração de estatutos da sociedade, a alteração da representação, para escritural, das acções que actualmente detêm a forma titulada”, pode-se ler no comunicado enviado à CMVM. Relativamente ao encaixe financeiro resultante da presença encarnada na Taça UEFA, Domingos Soares Oliveira estimou que o saldo se cifre “entre os 15 e os 16 milhões de euros”, representando “resultado positivo adicional” muito acima do previsto. “Somos muito conservadores na vertente financeira. Não digo que o orçamentado fosse metade dessa verba, mas está significativamente abaixo. Portanto, foi largamente ultrapassado”, explica o administrador executivo da SAD.

Veiga com medidas de coacção reduzidas

José Veiga foi ilibado da suspeita de abuso de confiança no “caso João Pinto”, mas manteve-se a suspeita do crime de burla. A decisão foi conhecida esta semana após o juiz encarregue do processo ter reconhecido que o ex-dirigente encarnado não se apropriou dos 3,2 milhões de euros pagos pelo Sporting à empresa Goodstone. O depoimento de João Pinto, proferido a 3 de Janeiro na PJ, foi determinante para a resolução da situação do ex-dirigente encarnado, uma vez que o actual jogador do Sp. Braga admitiu a recepção da verba paga pelo Sporting. As declarações de Ribeiro Telles e Luís Duque também foram preponderantes, pois confirmaram o pagamento do clube leonino. Desta forma, o magistrado responsável pelo processo deu como provado que nunca houve um contrato de agenciamento entre João Pinto e José Veiga. Entretanto, o recurso do advogado de Veiga resultou na redução de algumas das medidas de coacção aplicadas anteriormente, como, por exemplo, os 500 mil euros de caução que foram reduzidos para 210 mil, tendo o ex-agente FIFA recebido o seu passaporte de volta. Todavia, o processo não foi arquivado e José Veiga ainda não está totalmente ilibado do caso, pois, de acordo com o juiz, tentou convencer os dirigentes do Sporting de que a empresa Goodstone era possuidora do passe do jogador.

Benfica surpreende Europa

O Benfica venceu por mérito próprio e ultrapassou um dos favoritos à vitória da “Liga Milionária”. E tal foi a qualidade apresentada pela equipa portuguesa em Inglaterra, que o jogo terminou com os adeptos dos
“Reds” a aplaudirem o plantel luso. AC Milan, Barcelona, Juventus, Lyon, Arsenal, Villareal e Inter de Milão ou Ajax são os possíveis adversários dos encarnados nos quartos-de-final.

“Benfica surpreende a Europa e vence o actual campeão da Liga dos Campeões”. Esta é a melhor forma de resumir o sucedido na passada quarta-feira, após os encarnados treinados por Ronald Koeman, terem vencido o Liverpool por duas bolas a zero.
Recorde-se que os encarnados iam com uma vantagem de um golo obtido na primeira-mão no desafio realizado na Luz há duas semanas e tinham uma difícil missão pela frente uma vez que iriam defrontar em Inglaterra uma das melhores equipas do “velho continente”, orientada por um dos treinadores mais conceituados da actualidade. Contudo, o plantel luso superiorizou-se aos “Reds” e marcou dois tentos por intermédio do capitão benfiquista Simão Sabrosa, no minuto 35 da primeira parte, e pelo italiano Miccoli a poucos instantes do final da partida. Desta forma, a formação presidida por Luís Filipe Vieira, qualificou-se para os quartos-de-final da competição com um agregado de três bolas a zero e, sem contar com as receitas de bilheteiras, já arrecadou aproximadamente oitos milhões de euros em prémios de jogo.

Liverpool vulgarizado

O Liverpool de Rafa Beñitez nunca conseguiu ser superior ao Benfica nas duas mãos. No primeiro desafio, os “Reds” deslocaram-se ao Estádio da Luz e apresentaram uma equipa que jogou para o empate. Porém, um golo de Luisão nos últimos minutos da partida surpreendeu os mais cépticos e fez com que o Benfica fosse jogar a Anfield Road em vantagem. Já em Inglaterra, o Liverpool apresentou uma formação mais ofensiva e pressionou bastante no início do desafio. Todavia, após esse período de maior pressão inglesa, o Benfica conseguiu equilibrar o encontro e marcou o primeiro tento num rápido contra-ataque. A partir desse momento, os “Reds” teriam de marcar três golos para passar de eliminatória e começaram a “bombear” bolas para a grande área benfiquista. Porém, a defesa dos actuais campeões nacionais esteve extremamente bem e nunca consentiu espaço aos ingleses para igualar a partida. No final do desafio, o italiano Miccoli, que tinha entrado há pouco tempo, consumou a vitória e marcou mais um tento de belo efeito, vulgarizando por completo o ainda campeão europeu.

“Fizemos história”

Após a partida da passada quarta-feira, o treinador Ronald Koeman era das pessoas mais felizes em Anfield Road: “Esta vitória é algo de muito grande. Eliminar o campeão europeu com 3-0 no final da eliminatória é fantástico. O jogo foi, de facto, bonito. O Liverpool entrou muito forte nos primeiros 25 minutos, criou-nos muitos problemas, tivemos alguma sorte, mas, depois do 1-0, arrancámos para um grande jogo. A equipa passou a jogar com outra tranquilidade. Continuámos a sentir a pressão do Liverpool, mas conseguimos controlar melhor. Todos estão de parabéns”, analisou o técnico holandês adiantando ainda: “Nem sei há quanto tempo o Liverpool não perdia em casa, sofrendo dois golos. Fizemos história”, confidenciando que o Benfica também beneficiou de alguma sorte: “Sem sorte, não se pode ganhar. Se o Liverpool não tivesse tido sorte o ano passado, também não teria ganho a final”. Sobre o futuro da formação lusa na prova, o treinador sublinhou: “Estou mais optimista, mas faltam ainda quatro jogos para alcançar algo de grande. Todos querem ganhar a Liga dos Campeões, mas é preciso ser realista. Surpreendemos o Manchester United e o Liverpool e agora, venha quem vier, vai ser mais difícil surpreender”. Sobre o adversário preferido para os quartos-de-final, o técnico holandês garantiu não ter nenhuma preferência.
Já o presidente benfiquista, Luís Filipe Vieira, Luís Filipe Vieira voltou a afirmar que a “Liga dos Campeões é um objectivo para esta temporada”, acrescentando ainda: “Sabemos que não é fácil, evidentemente, mas também temos noção que podemos ser capazes de chegar ao jogo decisivo e até ganhar a prova”. O líder benfiquista recordou também que esta vitória ajuda a cimentar o projecto que delineou para o clube. “Continuamos todos a acreditar no projecto. E sentimos que os benfiquistas estão motivados e com disposição para nos apoiar. Sempre esperei o apuramento, mas não sabia se era com um 2-0, 1-0 ou 1-1. Interessava era assegurar a qualificação”.

Colossos europeus nos quartos-de-final

Entretanto, durante o dia de hoje, irá realizar-se o sorteio dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. E no grupo das equipas apuradas para esta fase da competição, além do Benfica, podemos encontrar o AC Milan, que venceu o Bayern de Munique por 5-2 nas duas mãos, o Villareal que ultrapassou o Glasgow Rangers, o Arsenal que ganhou ao Real Madrid, o Barcelona que bateu o Chelsea, a Juventus, que conseguiu superiorizar-se ao Werder Bremen, e o Lyon que derrotou o PSV. Relativamente ao jogo entre o Inter de Milão e Ajax, foi adiado para a próxima semana.
Desta forma, em termos teóricos, o adversário mais acessível para os encarnados serão os espanhóis do Villareal, ou mesmo o Arsenal que nesta época não se tem apresentado em boa forma.

Portugal mantém três equipas na “Champions”

Com a vitória do Benfica frente ao Liverpool, e respectiva passagem aos quartos-de-final, aliada à derrota do PSV Eindhoven em Lyon, permitiu a Portugal manter duas equipas com entrada directa na Liga dos Campeões, na época de 2007/08. Já o terceiro classificado da Liga Betandwin terá entrada na terceira pré-eliminatória da prova, tal como sucedeu na presente edição. Refira-se que esta situação mantém-se uma vez que a pontuação conseguida na passada quarta-feira com a vitória do Benfica (0,333 pontos) afastou a Holanda do sexto lugar e da possibilidade de ultrapassar Portugal no “ranking” europeu. Para além dos três lugares na Liga dos Campeões, Portugal conseguiu ainda manter, em 2007/08, três equipas na Taça UEFA.

Assembleia-geral define futuro leonino

Filipe Soares Franco decidiu não avançar para eleições antecipadas e irá colocar em votação o seu projecto, que passa pela alienação do património leonino, em assembleia-geral marcada para daqui a duas semanas. E de acordo com o actual presidente do clube de Alvalade, a venda do património sportinguista é a melhor solução para os leões.

Afinal não há eleições antecipadas e será realizada uma assembleia-geral. Depois de muito se ter especulado sobre o futuro do clube leonino, Filipe Soares Franco, presidente sportinguista, decidiu manter-se fiel às suas convicções e, apesar de aconselhado por colaboradores próximos a avançar para o acto eleitoral, irá colocar o seu projecto em votação em sede de assembleia-geral, marcada para o próximo dia 17 de Março, tal como estava há muito planeado. Entretanto, nos próximos dias 7, 8 e 9 de Março irão realizar-se sessões de esclarecimento e debate das medidas a propor à assembleia-geral, enquanto nos dias seguintes é feita a apresentação oficial do projecto.
Em relação à situação financeira do Sporting, de salientar que neste momento o passivo ascende os 277 milhões de euros, sendo o prejuízo anual avaliado entre os cinco e sete milhões de euros, enquanto os juros pagos nos últimos dez anos foram de aproximadamente 75 milhões de euros. O investimento em infra-estruturas foi de 185 milhões de euros, enquanto o património do Sporting está valorizado em 320 milhões de euros.

“O projecto é muito mais do que alienar património”

Perante a preocupante situação financeira do Sporting, de acordo com o presidente leonino, a alienação do património sportinguista é essencial para a reestruturação do clube. “Eu pertenço a um elenco directivo que foi eleito e que aprovou esta proposta por unanimidade, no Conselho Directivo, Conselho Fiscal e, no Conselho Leonino, teve apenas dois votos contra. O projecto é muito mais do que alienar património. Quando a alienação dos quatro edifícios (Alvaláxia, Visconde Alvalade, Clínica CUF e Health Club) for avalizada, mais a alienação de 27 por cento das acções da SAD, o Sporting poderá conseguir cerca de 70 milhões de euros”, afirmou Soares Franco, acrescentando ainda: “Perante este cenário, o Sporting pode, a muito curto prazo, ver reduzido o seu endividamento à banca em 90 a 105 milhões de euros. Isto permite outro tipo de abordagem, pois eu quero um Sporting no patamar europeu e, para isso, quero guardar os melhores talentos da equipa. Mas não posso tomar outra decisão, que não seja demitir-me, garantindo a gestão do clube até às eleições. Isto porque, caso este projecto não seja aprovado, o Sporting entra em incumprimento com aquilo que está acordado com os bancos”.
Entretanto, depois de muitos sócios questionarem o porquê de só agora, quase um ano depois da assinatura do “projecto de reestruturação financeira” com as entidades bancárias BES e Millennium bcp, é que se conhece a necessidade de alienar património, Soares Franco explica: “A obrigação de alienar o Alvaláxia até Junho de 2006, é uma obrigação da NEJA, que previa a alienação dos direitos de superfície. Contudo, em Portugal não há mercado para a alienação dos direitos de superfície, passando a ser necessário alienar a propriedade plena. Assim, foi necessário agendar uma assembleia-geral, para que seja autorizada a alienação da propriedade plena.”

“Críticas não construtivas”

Após ter confirmado que brevemente irá divulgar de forma pormenorizada e oficial os contornos da sua candidatura à presidência do Sporting, Filipe Soares Franco mostrou–se preocupado perante a existência daquilo que chama “críticas não construtivas” por parte dos outros candidatos. “Cada um tem o seu projecto. Ao aprovar-se este projecto há uma coisa que eu garanto: quando acabar o próximo mandato, o Sporting terá cumprido com todos os seus compromissos e terá dinheiro em caixa para viver. Isto é, não sou obrigado a vender jogadores durante o próximo mandato, o que não quer dizer que não venda, até porque há negócios irrecusáveis”, sublinhou o actual presidente leonino, adiantando ainda: “Com este projecto, a nossa capacidade negocial será maior. Por isso, será sempre preferível que aprovem este projecto e depois apresentem as respectivas candidaturas, do que simplesmente não aprovarem o projecto. Às críticas que têm sido feitas eu apenas respondo com a apresentação e explicação deste projecto. Agora, não escondo que gostava que as críticas fossem construtivas, pois ainda não vi ninguém apresentar alternativas a este projecto.”

Abrantes Mendes contra Soares Franco

No que diz respeito a Sérgio Abrantes Mendes, pré-candidato a presidente do Sporting, teceu duras críticas durante o dia de ontem ao posicionamento de Filipe Soares Franco. “Anuncia-se uma assembleia-geral para dia 17, mas não se revela nem local e hora, o que é espantoso. Soares Franco não tem condições para ser candidato e é óbvio que vai ser derrotado. Ele sujeitou-se a ser imolado, por imposição de alguém, não sei se dos bancos ou outras entidades. Está a ser sacrificado não para vir a ser candidato, porque lhe faltam condições. Depois de se demitir, vai aparecer outra pessoa como candidate”, referiu Abrantes Mendes.

Caneira negociado

Na vertente desportiva, o Sporting decidiu muito recentemente que irá tentar garantir a continuidade de Marco Caneira no plantel, após este ter demonstrado ser uma mais-valia para o conjunto orientado por Paulo Bento. E apesar de não existir nenhum direito de opção sobre os direitos desportivos do atleta, os leões vão estabelecer contactos com o Valência e tentar negociar a continuidade do defesa em Alvalade, seja ela através da renovação do empréstimo por mais uma temporada, ou até pela tentativa de garantir o jogador a título definitivo, sendo este um cenário mais complicado. Por outro lado, a possibilidade de continuar de leão ao peito agrada a Caneira, que se sente identificado com o clube mas é fundamental que o projecto desportivo dos leões seja aliciante. E isso passará sempre por uma presença na próxima edição da Liga dos Campeões.

Benfica obrigado a vencer

Só a vitória interessa ao clube encarnado. Com oito pontos de desvantagem face ao FC Porto, líder da tabela classificativa, o Benfica está obrigado a vencer o clássico se pretender revalidar o título de campeão nacional. Já o FC Porto, mesmo que perca mantém o primeiro lugar da Liga Betandwin, embora não seja um resultado positivo para os dragões, uma vez que podem ver diminuir a vantagem sobre o Sporting, segundo classificado, para apenas dois pontos. Já em relação ao Estádio da Luz, após a vitória sobre o Liverpool, vai voltar a esgotar.

Neste domingo realiza-se mais um Benfica-FC Porto, num clássico decisivo para o plantel encarnado que, se perder, vê hipotecadas as hipóteses de revalidar o título de campeão nacional. Desta forma, a vitória é o único resultado que interessa ao conjunto orientado pelo holandês Ronald Koeman que, em caso de vitória, reduz para cinco pontos a diferença para os portistas, líderes da tabela classificativa.
Já a formação treinada por Co Adriaanse, vai para o clássico com menos pressão e mesmo que perca o encontro de domingo tem a garantia que mantém a primeira posição do campeonato. Porém, diminui a vantagem para os benfiquistas, assim como para o Sporting, segundo classificado, que, caso ganhe a Académica no sábado, fica a apenas dois pontos dos dragões. Desta forma, o empate é um resultado que não interessa a nenhum dos conjuntos e que se acontecer vem beneficiar os leões, que se afastam do Benfica e aproximam-se do FC Porto.

Benfica moralizado

Depois de ter vencido por uma bola a zero o Liverpool durante esta semana, num jogo a contar para a Liga dos Campeões, o plantel encarnado encontra-se moralizado para o desafio frente aos portistas. Desta forma, Ronald Koeman deverá fazer alinhar o mesmo “onze” que defrontou os “Reds”. Assim, Moretto deverá manter o lugar na baliza, enquanto Alcides, Anderson, Luisão e Léo formarão o quarteto defensivo. Petit e Manuel Fernandes deverão ser os médios mais defensivos, enquanto Beto deverá perder o lugar para Karagounis no “miolo” do terreno de jogo. Simão e Laurent Robert ficarão encarregues de ocupar as faixas, enquanto Nuno Gomes será o ponta-de-lança de serviço. Refira-se ainda que Geovanni e Miccoli não fazem parte das contas do técnico holandês, uma vez que ainda se encontram a recuperar de uma lesão. Já Moreira, que esteve afastado durante quatro meses após uma intervenção cirúrgica ao joelho, voltou aos treinos esta semana, só devendo voltar a competir daqui a aproximadamente duas semanas.

FC Porto com três centrais

Relativamente ao FC Porto, deverá manter o esquema de 3-5-2 adoptado por Co Adriaanse nos últimos jogos. A táctica, inicialmente contestada pelos adeptos, tem vindo a dar resultados positivos e nada indica que o técnico dos dragões mude no desafio frente aos rivais. Assim, os portistas deverão alinhar com Helton na baliza, que relegou Vítor Baía para o banco de suplentes, enquanto Bosingwa, Pepe e Pedro Emanuel deverão formar o tridente defensivo. Raul Meireles será o médio mais defensivo, enquanto Lucho González e Paulo Assunção completarão os lugares no meio-campo. Ricardo Quaresma e Ivanildo serão os extremos e Benny McCarthy e Adriano farão a dupla de avançados.

Contas à 23.ª jornada

Com 23 jogos realizados na principal competição nacional, os dragões lideram a tabela classificativa com 51 pontos conquistados, tendo vencido 15 jogos, empatado seis e perdido dois. Em relação aos golos, a equipa nortenha marcou 35 tentos e sofreu 13, sendo o conjunto menos batido da Liga Betandwin. Nos últimos três desafios a contar para o campeonato nacional, a equipa presidida por Jorge Nuno Pinto da Costa empatou frente ao Sp. Braga a uma bola, para depois, na penúltima e última jornada, ter ganho ao Belenenses e Marítimo, respectivamente.
Já as águias, ocupam o quarto posto com 43 pontos, tendo ganho 13 desafios, empatado quatro e perdido seis. Relativamente aos remates certeiros, o clube lisboeta é a formação mais concretizadora do campeonato nacional com 37 golos. 21 é o número de tentos sofridos. Refira-se ainda que nos últimos três jogos a contar para a Liga Betanwin, o clube presidido por Luís Filipe Vieira perdeu contra o União de Leiria, para depois ter vencido o Penafiel. Posteriormente, na última jornada, voltou a perder agora contra o Vitória de Guimarães.

José Veiga confiante

José Veiga, director-geral do Benfica, deu durante esta semana uma entrevista à Antena 1 e demonstrou o seu optimismo para o desafio de Domingo. “Não vamos pensar no jogo da segunda mão com o Liverpool. O próximo jogo é contra o FC Porto, é esse que nos interessa”, afirmou o dirigente encarnado, acrescentando: “É o jogo mais importante, por ser o próximo. Acredito vivamente, com grande fé, que ainda há grande possibilidades de reconquistar o título de campeão. Neste momento, é isso que nos interessa e que o grupo quer”. Questionado sobre se era fundamental vencer o FC Porto para ainda poder lutar pela vitória no campeonato, José Veiga sublinhou: “É isso que este grupo de trabalho, os jogadores, têm no pensamento e mente: ganhar ao FC Porto. E tudo farão para conquistar essa vitória no domingo”, declarou, afastando um cenário pessimista: “Nem nos passa pela cabeça pensar nisso. Estamos concentrados na vitória e é esse pensamento positivo que vamos ter para o jogo com o FC Porto.” “Acreditem firmemente nestes jogadores, que eles ainda lhes irão dar muitas alegrias ao longo desta época”, rematou o dirigente benfiquista.
Em relação aos treinadores Ronald Koeman e Co Adriaanse, ambos estão em “black out” e ainda não prestaram qualquer tipo de declarações, assim como os jogadores de ambas as formações.

Estádio da Luz esgotado

O Estádio da Luz deverá registar nova enchente no encontro frente ao FC Porto. Neste momento restam apenas oito mil ingressos à venda para o público em geral e que indicam que, de facto, a Luz vai voltar a esgotar. Em todo o caso, refira-se que, apesar dos recentes desaires no campeonato, em que o Benfica em quantro jogos perdeu três, a vitória sobre o Liverpool devolveu esperança aos adeptos encarnados que marcarão presença no recinto do actual campeão nacional.