2020/04/07

Moo-hyun quer americanos na Coreia do Sul

O Presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun disse, hoje, que a Coreia do Sul tem de aceitar a presença dos 37 mil militares norte-americanos no país por mais algum tempo.

Num discurso proferido na academia militar da Coreia do Sul, Moo-hyun disse que a questão da diminuição da presença norte-americana não é nova, mas que agora não é altura para debatê-la, dada a ameaça da Coreia do Norte.

“O mais importante é que estejamos totalmente preparados. Desde que nos mantenhamos preparados, não existirá uma verdadeira crise. Enfrentaremos a situação sem medo e completaremos os preparativos para uma eventual mudança de circunstâncias”, afirmou o Presidente recém empossado.

Estas declarações vêm menos de uma semana depois do secretário para a Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, ter dito que a presença norte-americana na fronteira entre as Coreias já não era bem vinda e que, como tal, poderia vir a ser terminada.

A Coreia do Norte testou um míssil de curto alcance na segunda-feira, numa altura em que a tensão devido à retoma do programa nuclear é cada vez maior. No início do mês, caças norte-coreanos interceptaram um avião de espionagem norte-americano.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.