2020/11/30

Crescimento económico da Zona Euro estagnado

A Comissão Europeia prevê a estagnação do crescimento económico para este ano e para o próximo. O aumento do desemprego e a descida do consumo impedem o relançamento da actividade económica.

A taxa média de crescimento prevista para este ano, pela Comissão Europeia (CE) será de 1% na Zona Euro e 1,3% na União Europeia (UE), prevendo que no próximo ano será na ordem dos 2,3/2,4% na Zona Euro e na UE.

O aumento do desemprego e a descida do consumo aliada à prolongada queda dos mercados bolsistas e aos aumentos dos preços do petróleo induzem uma aceleração da inflação com consequências sombrias para o crescimento económico.

Para 2004, a CE prevê a retoma da criação de emprego, aceleração do investimento e um enquadramento internacional mais favorável.

O actual conflito geopolítico e as tensões das relações internacionais reduzem a capacidade de resistência face a choques da economia da zona do euro e da UE. As previsões da CE têm por base o fim do conflito militar em meados deste ano, que conduzirá a uma melhoria dos níveis de confiança e à normalização das relações internacionais.

A CE estima a descida dos preços do petróleo dos 31 para os 25,5 dólares por barril, fixando um preço médio de 27,5 dólares em 2003 e partindo para uma nova descida dos preços para os 23,5 dólares em 2004.

Os preços das acções têm descido cerca de 60% desde a Primavera de 2000, “a velocidade e a dimensão da correcção do mercado bolsista é comparável às da crise de 1929. Uma vez que a redução do património das famílias e a pressão sobre os balanços das instituições financeiras a das empresas irá colocar um travão à expansão económica, projecta-se, enquanto cenário de base, a manutenção de um ritmo baixo de crescimento”, afirma a Comissão.

Estes são os resultados das previsões económicas da Primavera de 2003 e das perspectivas para o próximo ano da Comissão para a Zona Euro e para a União Europeia.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.