2020/10/20

Não alinhados contra a guerra

Vários países em desenvolvimento opuseram-se, hoje, à guerra contra o Iraque, mas recusaram o pedido iraquiano de proibir os aliados de utilizarem os seus territórios no combate.

A questão das armas de destruição maciça dominou a sessão preparatória da cimeira do movimento dos não alinhados (NAM), a decorrer na próxima semana, em Kuala Lumpur, a capital da Malásia.

A Coreia do Norte, também não alinhada, rejeitou falar sobre a sua própria situação, reiterando que só o fará com os Estados Unidos, apesar dos apelos dos outros Estados no sentido de rever a sua decisão de abandonar o acordo de não proliferação de armas nucleares.

Num projecto de resolução, as 114 nações afirmam que o uso de força contra o Iraque seria contraditória ao consenso global que “rejeita categoricamente a actual ameaça de guerra”.

Esta resolução será aprovada no sábado, pelos ministros dos negócios estrangeiros, e depois pelos chefes de Estado, no início da cimeira, na segunda feira. Os três países do “eixo do mal” de George W. Bush – Irão, Iraque e Coreia do Norte – fazem parte do NAM.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.