Blair em Washington para preparar a guerra

Depois de uma semana agitada em termos diplomáticos, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, estará amanhã em Washington para reunir-se com o Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, por modo a abordarem a questão do Iraque. Hoje, Blair encontrou-se com José Maria Aznar.

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, irá encontrar-se amanhã com o Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em Camp David, para abordarem a questão do Iraque, mais concretamente para consertarem posições sobre o conflito contra o regime de Saddam Hussein.

Depois de uma semana agitada em termos diplomáticos, Blair chega à capital norte-americana, após ter estado hoje em Madrid com o seu homólogo espanhol, José Maria Aznar.

Tanto Aznar como Blair foram signatários do documento de solidariedade para com os Estados Unidos – que contou ainda com as assinaturas do primeiro-ministro português, Durão Barroso, do italiano, Silvio Berlusconi, entre outros -, em que fica claro o alinhamento destes países com a Casa Branca, em caso de conflito.

Aliás, Berlusconi esteve ontem reunido com Bush num claro sinal de apoio por parte do chefe do Governo italiano a Washington.

O documento em questão foi redigido por oitos países europeus (Reino Unido, Espanha, Portugal, Dinamarca, Polónia, Hungria, República Checa e Itália) e, de acordo o correspondente da BBC na capital americana, Ian Pannel, tem a “substância” necessária para os Estados Unidos se sentirem impelidos a agir à revelia do Conselho de Segurança, tendo em conta as fortes divisões que ainda se verificam nesse organismo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.