2020/11/25

Turquia sobe a parada e deixa frustrada a Casa Branca

A Turquia transformou-se numa nova “dor de cabeça” para Washington, que se vê perante as exigências de Ancara que se materializam num pacote de ajudas de 32 mil milhões de dólares.

Apesar de Ancara já ter dado aval aos navios e aviões norte-americanos para utilizarem portos e bases turcas em trânsito para o Iraque, a questão das tropas terrestres, que foi sempre vista com reticências por este novo Governo turco, parece estar longe de ficar resolvida.

Ancara e Washington envolveram-se num autêntico jogo de poker, no qual os turcos vão subindo a parada e os americanos tentam acompanhar. Ancara, pressionado pela opinião pública interna (94 por cento contra a guerra) quer um pacote de ajudas no valor de 32 mil milhões de dólares, em troca do direito de passagem aos soldados americanos, no entanto, Washington, até há poucos momentos, estava disposta apenas a conceder 6 mil milhões em créditos e 20 mil milhões em empréstimos, perfazendo um total de 26 mil milhões de dólares, ficando aquém daquilo que é exigido pelo Governo turco.

De acordo com a agência Reuters, os negociadores de Washington acusaram, hoje alguma frustração, anunciando que a sua oferta final já tinha sido apresentada, e que brevemente tomariam uma decisão. Do lado turco, a intransigência parece a palavra de ordem, e Erdogan já disse que o seu país não irá disponibilizar as suas bases às tropas americanas, a não ser que a Casa Branca assegura o pacote de ajudas exigido por Ancara.

“Isto não irá acontecer sem uma assinatura”, salientou. “Só depois de chegarmos a acordo é que enviamos a proposta para o Parlamento turco”, acrescentou Erdogan.

A exigência turca assenta, sobretudo, nos receios que existem perante as consequências de uma guerra contra o Iraque, nomeadamente no campo económico e militar, se bem que nesta última área Ancara já obteve da parte da NATO meios de defesa. Do lado americano, “a decisão turca representa uma complicação militar”, lê-se hoje no “New York Times, uma vez que poderá atrasar os planos de ataque norte-americanos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.